Provas de Função Hepática

Provas de Função HepáticaAs provas de função hepática são um conjunto de exames laboratoriais pedidos pelo médico com o intuito de conferir se o fígado está funcionando normalmente. São exames comuns, feitos por coleta de sangue e normalmente pedidos num check-up médico. São eles:

Aminotransferases

  • ALT ou TGP: alanina aminotransferase
  • AST ou TGO: aspartato aminotransferase

Enzimas  presentes em grande maioria dentro das células do fígado e portanto sua alteração está diretamente ligada com disfunções neste orgão. Com a morte destas células por doença hepática ou outros motivos discutidos adiante, essas enzimas saem de dentro das células e vão parar no sangue aparecendo aumentadas no exame laboratorial.

Fosfatase Alcalina

Enzimas distribuídas por diversas partes do corpo como fígado, intestinos, ossos, rins, placenta, entre outros. Seus valores normais são altamente dependentes da idade e sexo do paciente, sendo mais altos em idosos, crianças e gestantes. Por estar presente em tantas partes do corpo, é necessária a dosagem de uma segunda enzima para confirmar que seu aumento ou diminuição vem do fígado. É a Gama-GT ou Gama-Glutamiltranspeptidase, apresentada à seguir:
Obs: o ideal é pedir, junto a Fosfatase Alcalina a Eletroforese de Proteínas. Este último é um exame caro e muitas vezes indisponível nos laboratórios. Por isso, normalmente os médicos pedem a Gama-GT

Gama-GT

Enzima presente em diversos orgãos como rim, pâncreas, baço, coração, entre outros. É um sensível indicador de doença do fígado, porém, pode estar aumentada por doenças em outros órgãos. Por isso, é normalmente pedida pelos médicos junto com a Fosfatase Alcalina. Juntas, fornecem informações mais precisas sobre a atual doença do paciente. As possibilidades de diagnóstico são discutidas mais a frente.

Bilirrubinas

A bilirrubina é uma substância proveniente do metabolismo de células velhas do sangue (hemácias) e é responsável por ajudar na digestão de gordura. Está presente em duas formas no corpo: indireta (ou não conjugada) e direta (ou conjugada). A forma indireta está presente no sangue enquanto a forma direta já passou pelo fígado (já foi conjugada) e está pronta para atuar na digestão. Pode ser dosada na forma total (indireta + direta) ou separadamente. Suas alterações são discutidas mais a frente.

Meu exame acusou alterações nos valores das provas de função hepática! O que pode ser?

AST e ALT

Valores normais encontram-se em torno de 30-40 U/L no sangue. Lembrando que mesmo valores fora do padrão não significam necessariamente doença!

Aumentos pequenos (em torno de 2-3x o valor de referência) podem indicar intoxicação hepática, hepatites virais crônicas, doenças do fígado relacionadas ao álcool, hepatites auto-imunes, doenças biliares, doença hepática gordurosa não alcóolica (DHGNA)

Já grandes aumentos (1000-2000 U/L) indicam hepatite viral aguda, dano isquêmico (morte celular por falta de suprimento sanguíneo no fígado), doenças biliares com obstrução aguda, doença de Wilson (doença do metabolismo do cobre). Chás fitoterápicos podem fazer grandes aumentos de transaminases!

Fosfatase Alcalina

Valores normais em adultos variam entre 85-110 U/L.

Pode estar aumentada em gestantes no terceiro trimestre de gestação, crianças e idosos. É um indicador de colestase: a bile sai da vesícula e por meio de ductos é dispensada no duodeno para atuar na digestão. Colestase é a diminuição do fluxo de bile nestes ductos. A obstrução nos ductos pode ser parcial ou total. A total normalmente caracteriza emergência médica e faz um grande aumento de fosfatase alcalina (3-10x o valor normal). Pode ainda indicar cirrose hepática e alguns tipos de hepatites. Fora do fígado, pode indicar algumas doenças ósseas como Paget, doença benigna que faz alterações no metabolismo ósseo.

O aumento de Gama-GT e da Fosfatase Alcalina possivelmente indica problemas no fígado. O aumento apenas da Fosfatase pode indicar trauma muscular entre outros motivos.

Gama-GT

Indicador sensível de doença do fígado, porém, é pouco específico: seu aumento possivelmente significa doença, porém, pode estar aumentada em outras situações que não doença hepática. Por isso deve ser analisado junto com os outros resultados. Algumas literaturas indicam que apenas Gama-GT isolada indica alcoolismo, o que não é verdade. Pode estar alta após um infarto miocárdico, doença pancreática ou pulmonar, diabetes, entre outros.

Bilirrubina

Como já foi descrito, podem ser dosadas a bilirrubina indireta, direta e total (soma das duas).

A indireta ou não-conjugada, quando aumentada, pode estar ligada a hemólise, ou seja, a destruição de hemácias e neste caso não está ligada diretamente com o fígado. A Síndrome de Gilbert e de Crigler-Najar também podem ser as causas do aumento de bilirrubina indireta.

Já no caso da direta ou conjugada, em que a bilirrubina sanguínea já passou pelo fígado, uma das causas pode ser a colestase, definida pela diminuição ou interrupção do fluxo de bile pelos ductos responsáveis pelo seu transporte. Além disso, a Síndrome de Dubin Johnson e a Síndrome de Rotor também podem ser responsáveis pelo aumento de bilirrubina direta.

 



Atenção: o MedSimples é um site de caráter informativo e educativo, não substituindo, em nenhum momento (nem com os artigos, nem com as respostas de comentários) uma consulta médica, sendo esta primordial para se realizar um diagnóstico, tratamento e acompanhamento adequados de qualquer paciente.

16 Comentários

  1. oi gostei do site parabens fiz um exame t3 t4 e as taxas da prova defunção hepaticas ficarão altassera que vc pode me falar oque isto indica
    bilirrubina dir 0,4 bilirrubina ind 1.4 ea total 1.8 ,ast50,alt86,gamaglutamil51 fosfatase alcalina153 se puder me dar uma luz obrigado

  2. israel

    Valeu Alexandre sou estudante de Farmácia e você esta de parabéns.
    Continue dividindo o seu conhecimento com outros profissionais principalmente da área da saúde.
    Vc me ajudou muito. Obrigado.

  3. Luciane

    Parabéns pelo desprendimento em compartilhar conhecimento.
    Percebe-se pelo trabalho humano e simples que vc será tão bem sucedido e amado como vc diz que seu pai foi.
    Sucesso em sua carreira!

  4. Denise Pestana

    Olá, gostei muito desta página. Trabalho em hospital e faço muitos orçamentos de exames laboratoriais para pacientes. è sempre bom saber sobre o que se trata, principalmente quando o médico coloca desta forma no pedido médido. Parabens pelo site, tem muita clareza e é bem objetivo!

  5. Enock Aquino

    Legal seu site, parabéns. Mas vale dizer que as bilirrubinas não avaliam função hepática e sim agressão ao fígado. As provas de função são as aminotransferases, GGT e FA. Valeu

    • Alexandre Zanlorenzi
      Autor do Artigo

      Na verdade Enock, para avaliar a função hepática propriamente dita deve-se soliticar TAP (RNI) e Albumina. A bilirrubina pode indicar agressão ao fígado e a morte hepatocitária é indicada pelas transaminases. O termo ”provas de função hepática” ficou consagrado mas não significa propriamente a avaliação da função hepática. Agradeço o comentário, um abraço

  6. Luiz

    A ideia do site é boa, porem o conteudo esta errado. Estes exames não são exames de funçao hepatica, sao exames de lesão. Exames de função hepatica é TAP e albumina. Da uma revisada ai..

    • Alexandre Zanlorenzi
      Autor do Artigo

      Sem dúvida Luiz, porém o termo Provas de Função Hepática ficou consagrado, mesmo representado lesão e não propriamente função. Colocamos função hepática porque é a maneira como os pacientes acabam ouvindo. Isso acontece bastante em inúmeras áreas da medicina, como você deve saber. Obrigado pelo comentário!

  7. Ludimila Mesquita Moreira

    Oi Alexandre, adorei o site e as explicações, sou Biomédica e “vira e mexe” tenho uma duvidazinha,rs.
    gostaria de poder ter uma opnião médica para algumas coisas estranhas que vemos em um laboratório. Estaria só enchendo a sua caixa de e-mail ou realmente poderia me dar uma mãozinha?
    Um Abraço

  8. Luana Timóteo

    Adorei o site, sou médica recém formada e o vejo muito esclarecedor, realmente a nominação Função Hepática está consagrada e independente de formas técnicas, temos que nos expressar da maneira com que nossos pacientes entendam. Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *