Velocidade de Hemossedimentação (VHS)

Velocidade de Hemossedimentação VHSO exame da Velocidade de Hemossedimentação (VHS) é um teste bastante simples, que pode ser solicitado junto com um exame de sangue (hemograma). O VHS é bastante sensível, porém pouco específico: isso significa que ele está alterado desde cedo e com muita frequência, porém em várias doenças diferentes, sendo assim não indicativo de doenças específicas. Nesse artigo, você fica aprendendo mais sobre esse exame, muito útil em diversas áreas da Medicina.

O que é o VHS?

Em nosso sangue, temos as chamadas hemácias (glóbulos vermelhos) do sangue, juntamente com várias outras substâncias. O VHS mede quanto tempo leva para os glóbulos vermelhos se depositarem no fundo de um recipiente, separados do soro do sangue.

O exame é dado em mm/h, geralmente medido em 1 hora e em 2 horas. Isso significa que o laboratório vai deixar o recipiente com o sangue (não-coagulado) parado. Após uma hora, será medido o tamanho, em milímetros (mm) da deposição de hemácias, e o mesmo será repetido na segunda hora.

As hemácias do nosso sangue têm carga negativa. Assim, uma repele a outra (cargas iguais se repelem), e elas vão se agrupando com uma certa velocidade, por conta da ação da gravidade. Se juntamente com o soro sanguíneo houver muito material com cargas positivas, essa repulsão de uma hemácia com a outra vai se diminuir, e elas vão se depositar mais rapidamente, tornando o VHS elevado.

Esse exame é feito desde a década de 1920, época em que era usado em pacientes com Tuberculose ou para teste de gravidez. Hoje, o uso do VHS é muito mais amplo, sendo útil em várias situações.

Valores de Referência

Os valores normais da Velocidade de Hemossedimentação são diferentes para homens e mulheres.

Para homens:

  • Após uma hora: até 8 mm
  • Após duas horas: até 20 mm

Para mulheres:

  • Após uma hora: até 10 mm
  • Após duas horas: até 25 mm

Para crianças, os valores tendem a estar entre 3 e 13 mm/h.

Além disso, quanto maior a idade, maior tende a ser o VHS. Assim, é importante que apenas o médico faça a análise desses resultados, comparando com a história clínica do paciente. De acordo com o método de análise, os valores podem ser um pouco diferentes.

Doenças que alteram VHS

Como disse, várias doenças podem alterar o VHS, que pode estar aumentado ou diminuído.

Doenças que aumentam muito o VHS (maior que 100 mm/h): mieloma múltiplo, doenças autoimunes como Lúpus Eritematoso Sistêmico e Artrite Reumatóide, Tuberculose, câncer, anemia severa.

Outras doenças que aumentam o VHS: inflamações e infecções em geral, insuficiência cardíaca, insuficiência renal, insuficiência hepática, síndrome nefrótica, diarréias, crioglobulinemia, obesidade, diabetes.

A gravidez também pode aumentar o VHS.

Doenças que diminuem o VHS: policitemia, leucocitose severa, anemia hemolítica, esferocitose hereditária, uso de corticoesteróides, hipofibrinogemia.

O que significa um VHS aumentado?

VHS AumentadoÉ muito mais comum doenças que aumentem o VHS do que doenças que diminuem. Como você pode ter visto logo acima, existem várias doenças e condições que podem deixar o VHS alto. Doenças simples, como infecções de garganta (tonsilites), infecções urinárias ou resfriados podem alterar momentaneamente o VHS.

É sempre importante a avaliação do exame de VHS por um médico competente, que vai comparar os resultados do teste com a sua história clínica. Caso você tenha tido uma infecção próximo do período em que fez o exame, pode ser útil solicitar um novo teste de VHS um mês mais tarde.

Em outros casos, o médico poderá comparar com resultados de outros exames para detectar doenças específicas que deverão ser tratadas.

Juntamente com o exame da PCR (Proteína C Reativa), a Velocidade de Hemossedimentação é um dos exames mais solicitados por médicos experientes, especialmente na área da Reumatologia.

37 Comentários

  1. gostaria de receber os artigos do autor, pois é muito didático para estudante e operadores da saúde, inclusive aqueles de nível médio a quem os pacientes buscam muito para entender,de forma simples as solicitações médicas e inclusive para elegerem quais exames poderiam ser mais urgentes para viabilizarem.

    Ao autor, parabéns!

  2. Luciene P. Roppa

    Alan,
    Parabéns pela clareza do artigo e pela iniciativa de levá-lo ao público.
    Sucesso nos estudos e na jornada profissional.
    Luciene Pereira Roppa – Campinas/SP

  3. SELMA

    Parabéns pelos esclarecimentos, apesar de não ser da área , mas deu para entender bem , através da linguagem usada.
    O importante é saber ensinar o que vc sabe, fazer com que o que está do outro lada entenda e compreenda.

    Muito bom, valeu. Deus continue te abençoando e dando mais sabedoria, tanto para aprender como para transmitir para os demais.

  4. Pedro

    Extremamente interessante!
    Sou estudante de Farmácia, da Universidade Federal de Goiás e reconheço a importância desses artigos.

    Parabéns ao autor!

  5. sonia pereira carneiro

    fantástica a sua didática. foi a primeira vez que consegui entender o significado do exame de vhs.. continue esclarecendo nossas duvidas por favor.
    parabéns.

  6. José Luiz Guerra

    Parabéns, Alans pela iniciativa. Certamente você esta auxiliando muitas pessoas e auxiliará muito mais ao longo de sua carreira com seu espírito altruísta, elucidando sobre assuntos médicos e dirimindo dúvidas. Já deu para perceber sua competência e sua vocação pela profissão, que é, indiscutivelmente, das mais nobres da profissões, pois trata da saúde e bem estar do ser humano. Abraços, Guerra.

  7. carmen tania alberto

    adorei a explicaçao, pois quando o medico pede nós ficamos em duvida,então foi muito útil essa explicação. Obrigado

  8. Conceicao Alves

    Por apenas curiosidade, fui pesquisar este tipo de exame e encontrei este artigo e achei muito esclarecedor. Valeu apena.
    Parabens! Isto significa que podemos contar, em breve, com mais um excelente profissional na area de saude.

  9. vanusa soares

    parabens pela explanaçao do assunto. silmples e direto…espero que continue assim na sua carreira como medico e que ela seja de muito sucesso.

  10. Paulo Roberto Dos Santos Rodrigues

    Sou estudante de pôs graduação em análises clínica e toxocologica pude perceber o quanto você é dedicado por isso gostaria de está sempre recebendo artigos seus.

  11. Sérgio

    Parabéns! Ótima explicação e obrigado por esclarecer minha dúvida! Tenho artrite reumatoide e o exame de vhs deu bem acima do valor de referencia, o que me deixou preocupado! Não sabia o que significava. Agora com essa explicação, já tenho uma noção do que significa.

  12. Kenia Maciel Midugno

    Sou dentista e pesquisava sobre hemossedimentação alta. Gostei muito da forma clara e didática q. explicaste. Estou mais
    tranquila depois q. li teu texto. Obrigada, sorte e sucesso!

  13. vera lúcia o. santos

    Meus sinceros parabéns pela clareza das palavras pois, para nós leitores e curiosos fica fácil o entendimento.

    Abraços,

    Vera Lúcia.

  14. Fracisco Oliveira

    Parabéns meu garoto, serás um grande profissional, com certeza. Paz, saúde e muita disposição para cumprir deu dever.
    Salvar vidas.

  15. shirley jubett quadros

    procuro informações detalhadas sobre doenças tais como: cancer de mama, cancer do entestino região do sigmoide e enfermidades da prostata. Ao autor, um abraço!

  16. Alessandra Aires

    Parabéns, gostei muito do seu artigo, sou nutricionista estou com paciente com VSH alterado , agora entendo como funciona . Tenho estudado muito sobre ácido úrico pois tenho alguns com alterações sem quadro clínico. Será que algumas medicações pode aumentar esse exame.

  17. rosinei vicente

    gostei e bom sempre estar informada pois tenho lúpus e artrite,,e muito difícil o tratamentos pois procuro saber tudo que está relacionado a doença…obrigado..

  18. Simone Castro

    Excelente artigo, muito esclarecedor principalmente para quem não conhece as terminologias médicas. Adorei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>