Sintomas de Hipertensão (Pressão Alta)

A Hipertensão Arterial costuma ser uma doença bastante silenciosa. Isso mostra a importância de se realizar visitas regulares ao médico, para fins de prevenção e diagnóstico precoce de doenças. Na maior parte dos casos, a pressão alta só irá mostrar sintomas quando existirem níveis muito elevados de pressão, uma Hipertensão não tratada por longa data ou ainda causas secundárias de Hipertensão.

Sintomas como uma dor de cabeça de início recente, tontura, alteração da visão e fraqueza podem ser indicativos de pressão alta.

Sintomas como uma dor de cabeça de início recente, tontura, alteração da visão e fraqueza podem ser indicativos de pressão alta.

Os sintomas mais comuns incluem:

  • Dores de cabeça: essa costuma se apresentar mais durante a manhã e principalmente na região occipital (parte de trás da cabeça).
  • Tonturas;
  • Palpitações;
  • Fraqueza;
  • Impotência sexual.

Os sintomas que podem indicar uma causa secundária de pressão alta incluem:

  • História de doença renal prévia ou crônica;
  • Fraqueza muscular;
  • Episódios de sudorese;
  • Palpitações;
  • Tremores;
  • Dificuldade para dormir ou sono durante o dia;
  • Roncos ao dormir;
  • Sintomas de doenças na tireoide;
  • Uso de medicamentos ou substâncias que possam aumentar a pressão arterial.

Quando a Hipertensão é de longa data, uma série de sintomas adicionais podem indicar uma lesão de órgãos-alvo já existente, ou seja, o aparecimento de complicações decorrentes da Hipertensão não tratada:

  • História de um Ataque Isquêmico Transitório (AIT) ou Acidente Vascular Encefálico (AVE);
  • Perda transitória da visão;
  • Dor no peito;
  • Infarto Agudo do Miocárdio (IAM);
  • Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC);
  • Diminuição da função sexual;

Sintomas de Urgência e Emergência Hipertensivas

Quando o aumento da pressão arterial é muito grande (pressão diastólica igual ou superior a 120 mmHg), sintomas importantes podem surgir. Chamamos esses casos de crise hipertensiva e o tratamento deve ser instituído o mais rápido possível.

Nesses casos, os sintomas podem afetar:

– O sistema cardiovascular, com o surgimento de dor ou desconforto no tórax (angina), no abdôme ou nas costas. Podem surgir ainda falta de ar (dispneia), fadiga e tosse.

– O sistema nervoso, com a presença de tontura, dor de cabeça, alterações da visão, da audição ou da fala, diminuição do nível de consciência e até coma, agitação, confusão mental e delírio, fraqueza ou formigamento/queimação em membros, rigidez de nuca ou convulsões.

– O Sistema renal e urinário: alterações do volume ou da frequência de urinar, mudança no aspecto da urina (como por exemplo urina espumosa), sangue na urina (hematúria), inchaço em alguma região do corpo (edema) e desidratação.

Na presença de qualquer sintoma de pressão alta ou de crise hipertensiva, é importantíssimo procurar auxílio médico pois, como dito no início do artigo, a Hipertensão só apresenta sintomas quando está muito alta ou não é tratada de maneira adequada, ou ainda quando uma doença está causando as elevações da pressão.

Referências:

  1. Sociedade Brasileira de Cardiologia. “7ª Diretriz Brasileiras de Hipertensão Arterial.” Arq Bras Cardiol 2016; 107(3Supl.3):1-83 [Disponível somente eletronicamente].
  2. Fauci, Anthony S. Harrison’s principles of internal medicine. Vols. 1+2. McGraw-Hill Education, Medical Publishing Division (2015).
  3. DynaMed [Internet]. Ipswich (MA): EBSCO Information Services. 1995 – . Record No. 115345, Hypertension; [atualizado em 29 de Agosto de 2016]. Disponível em http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=dnh&AN=115345&site=dynamed-live&scope=site. Cadastro e login necessários.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *