Tratamento da Candidíase

Se você já leu os artigos sobre o que é Candidíase e quais os sintomas da Candidíase, está na hora de entendermos como é o tratamento da Candidíase. O tratamento dessa infecção fúngica depende do local do corpo acometido pela doença e pelo grau de imunossupressão do paciente.

Medicamentos como o Cetoconazol são usados no tratamento tópico da Candidíase

Medicamentos como o Cetoconazol são usados no tratamento tópico da Candidíase

A forma padrão de tratar a doença é através do uso de antifúngicos, em uso tópico ou via oral.

Candidíase cutânea: nesses casos é recomendado o uso de um Azol tópico (como o Nitrato de Miconazol, ou Vodol®). A pomada de Nistatina também pode ser usada, dentre outras.

Candidíase vulvovaginal: no caso de infecções no aparelho genital feminino com corrimento, vários antifúngicos podem ser usados. O Miconazol é um deles, usado em creme a 2%, via vaginal, uma aplicação à noite ao deitar-se por 7 dias. Alternativas são o Clotrimazol, Tioconazol ou Nistatina. Como segunda opção, Fluconazol, Itraconazol ou Cetoconazol.

Em caso da Candidíase na gravidez e amamentação, os mais seguros e indicados são o Clotrimazol, a Nistatina e o Miconazol.

Tratamento do “sapinho”: a forma oral da Candidíase é tratada também com o uso de antifúngicos tópicos em forma de creme, sendo preferível o Clotrimazol e, como alternativa, a Nistatina.

Candidíase esofágica: caso a candidíase Oral tenha se disseminado para o esôfago, o tratamento é modificado. Costuma-se utilizar Fluconazol em comprimidos, 100 a 200 mg por dia, ou solução de itraconazol, 200 mg por dia. Alternativas incluem medicamentos como a Caspofungina, a Micafungina e a Anfotericina B.

Candidíase Sistêmica

Medicamentos mais potentes, como a Anfotericina B, podem ser usados no tratamento da Candidíase Sistêmica

Medicamentos mais potentes, como a Anfotericina B, podem ser usados no tratamento da Candidíase Sistêmica

A Candidíase Sistêmica (disseminada, invasiva ou profunda) é tratada de uma forma diferente, já que costuma representar uma infecção mais séria. Tanto pacientes apenas com a Candida no sangue (candidemia) como pacientes com envolvimento de órgãos internos na infecção são tratados da mesma forma.

Não existe um consenso a respeito dos agentes usados no tratamento da Candidíase Sistêmica, mas estão disponíveis várias escolhas.

A droga mais comumente usada para o tratamento desse tipo de infecção (assim como outras infecções fúngicas sistêmicas) é a Anfotericina B, disponível apenas na forma de administração intravenosa. Também pode ser usado o Fluconazol, intravenoso ou via oral, na dose de 400 mg por dia. Outro azol que pode ser usado é o Voriconazol, um medicamento mais novo e um pouco mais potente. Exceto quando há suspeita de resistência da Candida aos Azóis (como o Fluconazol), podemos usar outras drogas da classe das Equinocandinas (Caspofungina, Micafungina, Anidulafungina).

Esse foi o nosso artigo sobre o Tratamento da Candidíase. Continue acompanhando informações úteis sobre a doença:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *